Casa noturna funcionou até 1997 e era ponto badalado da Zona Leste

 

Foto: Reprodução

 

A Toco Dance Club foi uma tradicional casa noturna de São Paulo, inaugurada em 1972 e encerrou as atividades em 1997. Localizada na zona leste de São Paulo, tinha capacidade para mais de quatro mil pessoas. Sua iluminação e seu sistema de som eram inigualáveis e com uma poderosa aparelhagem de última geração.

A Toco vinha junto com as inesquecíveis danceterias paulistas Overnight e Contra Mão. De tão famosas, várias festas flash house em homenagem às três casas já extintas são realizadas até hoje.

PUBLICIDADE



 

Rua Dona Matilde, 509 – bairro de Vila Matilde, era o endereço mais badalado da região, após o fechamento da Toco o local deu lugar a um bingo que não funcionou por muito tempo. Mas no dia 23 de junho de 2007 uma festa marcou a “re-inauguração”, com o nome de Espaço Datoko. Segundo os organizadores, a casa lotou e ficaram mais de mil pessoas do lado de fora.

O estilo musical predominante nas pistas de dança da Toco era a música eletrônica, dance, house. No entanto, por ter existido durante 30 anos, os frequentadores acompanharam muitas transformações, desde a disco music até o drum and bass. As festas, discos e programas de rádio que relembram a época denominam o estilo como flash house.

DJs nacionais e internacionais já tocaram na Toco. Os mais famosos foram Vadão e Ricardo Crunfli. Também passaram por lá os DJs Iraí Campos, Barney, Andy, Ricardo Guedes, Badinha e Grace Kelly Dum e DJ Marky Mark que tocava na pista alternativa da Toco logo no início de sua carreira.

Na Toco tiveram muitos shows internacionais como:

Information Society
A-Ha
KC and the Sundhine Band
Queen
Technotronic

Alguns Shows eram feitos em estádios ou outros espaços maiores devido a grande quantidade de pessoas que curtiam a Toco.

O prédio onde abrigava a casa de shows foi demolido e deu lugar à um supermercado.

 

Prédio onde abrigava a Toco sendo demolido. Foto: reprodução / Facebook