Imagens exclusivas mostram a precariedade das instalações do local que abriga diversas famílias de forma irregular

Nos últimos dias um edifício inacabado na Av. Harry Dannenberg, altura do número 669, Vila Carmosina, Zona Leste, virou motivo de atenção dos moradores da região e toda a mídia local. Isso depois que um prédio em chamas desabou no Largo do Paissandu em SP, o Edifício Wilton Paes de Almeida, de 24 andares, veio abaixo no feriado de 1º de maio.

Conhecido como “treme-treme de Itaquera” ou “esqueleto”, a construção tem quinze andares, e é o maior edifício da região. Segundo os moradores, o predio foi erguido no meio de uma favela e o investimento inacabado não prosperou.

PUBLICIDADE



 

A construção está abandonada há pelo menos 27 anos. Viciados em drogas e catadores que frequentam o local dizem que já sentiram o espigão balançar em 1986.

O Leste Online conseguiu imagens exclusivas do interior do edifício que abriga uma ocupação irregular, famílias que dizem não ter para onde ir, se arriscam em meio à condições precárias de sobrevivência.

Há muito lixo espalhado no local e instalações elétricas visíveis e mal feitas, o que gera um grande risco de incêndio. A Defesa Civil esteve no local na última semana para uma vistoria.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.