Após 24 horas, incêndio ainda atinge prédio no Centro de SP; vento atrapalha trabalho dos bombeiros

Incêndio 25 - Leste Online
Incêndio atinge prédios e lojas da região da 25 de Março, no Centro de São Paulo — Imagem: Reprodução/TV Globo

Fogo começou às 21h do domingo (10) em prédio de dez andares e se alastrou para outras três edificações, incluindo prédio histórico de igreja ortodoxa

g1


SÃO PAULO — Um incêndio atinge há 24 horas um prédio de dez andares na Rua Comendador Abdo Schahin, 80, no Centro de São Paulo. Desde o domingo (10), quando o fogo teve início neste edifício, outros três imóveis na região da Rua 25 de Março também foram atingidos.

Por volta das 18h desta segunda, 30 viaturas e 80 bombeiros trabalhavam no combate às chamas. O vento tem dificultado o trabalho e espalhado a fumaça por toda a região. Além do vento, outro desafio para conter a progressão dos focos, segundo os bombeiros, é a circulação dentro do prédio, por conta dos entulhos.

Sete cruzamentos estavam interditados, e seis linhas de ônibus foram desviadas, até a última atualização desta reportagem.

Os bombeiros ainda não sabem quais as causas do incêndio nem têm estimativa de duração dos trabalhos. Segundo o capitão André Elias, “não temos fogo extinto nem rescaldo. Permanecemos com o controle da situação, efetuando o combate das chamas internamente, já nos andares superiores”.

Segundo o coronel Jeferson de Melo, comandante da região metropolitana do Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 21h deste domingo (10), na área térrea de um prédio de dez andares, e se alastrou para outros três imóveis.

Nesses três imóveis, em que o fogo foi controlado por volta das 8h desta segunda-feira (11), funcionavam uma loja de artigos de papelaria e festa, que ficou completamente destruída, além de um prédio de seis andares e do prédio histórico da primeira igreja ortodoxa do país.

O incêndio começou na Rua Comendador Abdo Schahin, 80. Em seguida, atingiu um prédio na Rua Barão de Duprat, e a Paróquia e uma loja de artigos de festas na Rua Cavalheiro Basílio Jafet.

Segundo uma testemunha afirmou à polícia, o fogo começou no terceiro andar do prédio de dez andares, e as salas eram utilizadas pelas lojas da 25 de Março como depósito.

Bombeiros afirmam que o prédio de dez andares não corre risco de desabar, mas que a Defesa Civil foi acionada e fará a avaliação de todos os imóveis afetados.

O prédio onde o fogo começou não tinha o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). O AVCB atesta que um prédio segue as normas de segurança e tem os equipamentos de proteção e combate a incêndios como alarmes, extintores, hidrantes e saídas de emergência. O documento é obrigatório.

A recomendação dos bombeiros é que o comércio da região permaneça fechado, sem previsão de liberação para abertura.

Todos os imóveis atingidos pelo fogo estavam vazios, incluindo a igreja.

Dois bombeiros que atuavam no combate às chamas ficaram feridos. Eles sofreram queimaduras de 2º grau e foram encaminhados para o pronto-socorro do Tatuapé, na Zona Leste, com mais de 15% do corpo queimado.
Os bombeiros entraram no prédio de dez andares e atuaram do lado de dentro e por fora para evitar que as chamas se alastrem para outras edificações.
Moradores de um prédio residencial ao lado da edificação em chamas foram orientados a deixar os apartamentos por conta dos riscos, embora o prédio não tenha sido atingido pelo fogo.