SP tem uma média de 20 semáforos danificados por dia; diz CET

Farol apagado - Leste Online
Semáforo vandalizado na Av. Líder — Imagem: Fabio de Jesus/Leste Online

Ao longo de 2021, a Companhia gastou mais de R$ 40 milhões em manutenção de semáforos, sendo R$ 13 milhões decorrentes de furtos

Leste Online


SÃO PAULO — A capital paulista registrou aumento de 60% nos casos de vandalismo e furtos de cabos e peças nos semáforos da cidade, o levantamento foi feito pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) entre janeiro e maio deste ano.

Segundo a Companhia, foram registradas 2.970 ocorrências de furto e vandalismo na cidade, ante 1.854 ocorrências contabilizadas no mesmo período de 2021.

As Zonas Leste e Sudeste são as mais afetadas. É o caso de vias como a Av. Sabbado D’Angelo e Av. Líder em Itaquera, Rua Luís Mateus em Guaianases e Av. Pires do Rio em São Miguel Paulista.

Os moradores destas regiões afirmam que há meses os semáforos estão apagados e que, quando o reparo é realizado, o equipamento funciona por um ou dois dias e novamente é vandalizado.

A CET afirma que equipes executam os reparos da cidade, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Em razão do alto número de furtos e de vandalismo, o tempo médio de reparo foi comprometido, conforme a complexidade de reposição dos materiais danificados/furtados.

Ao longo de 2021, a Companhia gastou mais de R$ 40 milhões em manutenção de semáforos, sendo R$ 13 milhões decorrentes de furtos. Neste ano de 2022, foram gastos, até abril, R$ 19 milhões, dos quais R$ 8 milhões somente com reposição de materiais e consertos em razão de furtos.

Leia na íntegra a nota da Companhia

A Companhia de Engenharia de Tráfego vem registrando aumento substancial de furtos de cabos e componentes dos semáforos por toda a cidade, em especial na zona Leste da Capital.

Entre janeiro e maio de 2022, foram registradas 2.970 ocorrências de furto e vandalismo na cidade de São Paulo. O levantamento realizado pela Companhia mostra uma média de 20 semáforos danificados por dia. Trata-se de um aumento de 60% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram contabilizadas 1.854 ocorrências.

Neste ano, verifica-se um acréscimo significativo nas falhas por furto ou vandalismo nas zonas Leste/Sudeste. Anteriormente, a área central da cidade concentrava o maior volume das falhas por este tipo de crime.

As equipes da CET executam os reparos da cidade, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Em razão do alto número de furtos e de vandalismo, o tempo médio de reparo foi comprometido, conforme a complexidade de reposição dos materiais danificados/furtados.

Este tipo de ocorrência causa prejuízo ao erário e, principalmente, coloca em risco a segurança de pedestres e condutores.

Ao longo de 2021, a Companhia gastou mais de R$ 40 milhões em manutenção de semáforos, sendo R$ 13 milhões decorrentes de furtos. Neste ano de 2022, foram gastos, até abril, R$ 19 milhões, dos quais R$ 8 milhões somente com reposição de materiais e consertos em razão de furtos.

A CET atua conjuntamente com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade. Ao flagrar um ato criminoso, denuncie.