Frentista de posto de combustíveis é baleado e morre após reagir a assalto na ZL

Posto - Leste Online
Frentista de posto de combustíveis é baleado e morre após reagir a assalto na Zona Leste de SP — Imagem: Reprodução/TV Globo

Paulo Roberto Batista dos Santos tinha 30 anos. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte) no 65ºDP – Artur Alvim

g1


SÃO PAULO — O frentista de um posto de combustíveis morreu depois de reagir a um assalto na noite de segunda-feira (25) em Cangaíba, na Zona Leste da capital.

O caso aconteceu na Avenida Doutor Assis Ribeiro, por volta das 19h30. Dois criminosos chegaram ao posto de combustíveis com um galão para disfarçar.

Eles se aproximaram de uma bomba e pediram para encher o recipiente. Enquanto uma frentista abastecia, eles anunciaram o assalto para os demais.

Os ladrões procuraram pelo dinheiro do caixa, andando de um lado para o outro, até que um carro apareceu. Nesse momento um frentista decide reagir. Ele derruba um dos assaltantes e tenta desarmá-lo, mas o comparsa vai ajudar. Até um cachorro entra na confusão.

No desespero, uma mulher tenta apartar jogando água e um homem, de branco, surge para chutar um dos bandidos. A briga acaba logo em seguida: um disparo é feito e os criminosos fogem.

Uma câmera de uma rua próxima mostra os assaltantes correndo. O frentista fica caído no chão.

Paulo Roberto Batista dos Santos tinha 30 anos. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. Fazia menos de dois meses que o rapaz trabalhava no local, de acordo com o irmão, Clóvis Batista dos Santos.

O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte) no 65ºDP – Artur Alvim.