Homem fez exame do bafômetro no 62º Distrito Policial, em Ermelino Matarazzo, onde jovem foi morta

 

Carro de motorista que atropelou e matou mulher em Ermelino Matarazzo, na Zona Leste, na calçada (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

G1

SÃO PAULO – Uma mulher de 18 anos morreu após ser atropelada na manhã desta segunda-feira (11), na Zona Leste de São Paulo. Segundo a polícia, o motorista dirigia sob o efeito de álcool.

O atropelamento ocorreu na Rua Figueira da Polinésia, em Ermelino Matarazzo, por volta das 6h10, quando Carolina dos Santos ia para o trabalho, acompanhada do irmão. Os bombeiros chegaram a ir ao local, mas a morte havia sido imediata. Até o início da manhã, o carro permanecia no local e o trabalho da perícia mantinha a via interditada.

O caso foi encaminhado ao 62º Distrito Policial (DP), onde foi registrado o boletim de ocorrência. Segundo o delegado contou ao SP1, o motorista será autuado por homicídio doloso – quando há intenção de matar – e lesão corporal dolosa, já que ele tentou agredir o irmão da vítima ao se negar a prestar socorro.

Após comparecer ao 62º DP, onde foi comprovada a embriaguez, o motorista seguiu para o hospital, e depois para o IML Leste.

Em um primeiro momento, o Corpo de Bombeiros havia afirmado, por meio de sua conta oficial no Twitter, que a vítima tinha 27 anos de idade. Carolina dos Santos havia conseguido seu primeiro emprego no início do ano, e completaria 19 anos no fim do mês.