PM derruba barracos de ocupação em Guaianases; moradores dizem que não havia mandado judicial

A PM afirmou que, pela lei, a polícia pode impedir uma ocupação que ainda não se concretizou

24/05/2019 – 16:02


 

PM tenta impedir ocupação de terreno em Guaianases. Foto: Reprodução/TV Globo
PM tenta impedir ocupação de terreno em Guaianases. Foto: Reprodução/TV Globo

 

SÃO PAULO (G1) — Moradores de um terreno ocupado em Guainases, na Zona Leste da cidade de São Paulo, afirmam que policiais militares derrubaram barracos sem mandado judicial, na noite desta quinta-feira (23). A PM afirmou que, pela lei, a polícia pode impedir uma ocupação que ainda não se concretizou.

Segundo os moradores, quatro policiais militares entraram no terreno sem mandado judicial. “Os policiais chegaram dizendo que a gente estava fazendo ocupação à noite. Nisso entraram dois policiais por trás e começaram a derrubar os barracos. E eu disse que a gente só sairia com reintegração de posse.”

A coordenação do movimento disse que 300 famílias entraram no terreno na sexta-feira (17) e que os PMs disseram que as famílias deveriam ir embora. A PM afirmou que está analisando as imagens feitas pelos moradores e vai avaliar a conduta dos policiais.

A educadora social Rosane da Silva afirmou que o terreno está abandonado há 30 anos. “É um descaso público. O terreno não tem função social, o dono já faleceu.” A prefeitura de São Paulo informa que o terreno não tem dívidas.

Na manhã desta sexta-feira (24), os moradores da ocupação tentaram reestruturar os barracos derrubados. eles estão usando um galpão no terreno para dormir, cozinhar e fazer as reuniões.