Motorista que atropelou 3 e matou 2 pessoas na Zona Leste vai responder ao processo em liberdade

Veículo invadiu o canteiro central da Avenida Aguiar da Beira, no Aricanduva, em alta velocidade, e atingiu três pessoas. Uma delas segue internada

25/03/2019 – 20:40


 

Duas pessoas morrem atropeladas no canteiro central de avenida, na zona leste de SP. Foto: Reprodução/TV Globo
Duas pessoas morrem atropeladas no canteiro central de avenida, na zona leste de SP. Foto: Reprodução/TV Globo

 

SÃO PAULO (G1) – A Justiça decidiu, na tarde desta segunda-feira (25), que o motorista Klein Munhoz de Oliveira, 29 anos, que atropelou e matou duas pessoas na Zona Leste de São Paulo, vai responder ao processo em liberdade após pagamento de fiança de R$ 3 mil. O acidente aconteceu na noite deste domingo (24).

A medida foi adotada durante audiência de custódia. Ele está proibido de frequentar bares e festas populares, não pode viajar por mais de oito dias sem avisar ao juiz e também não pode sair de casa entre 22h e 6h, nem frequentar bares, festas populares, sob pena de revogação do benefício de liberdade provisória.

Uma câmera de segurança flagrou o momento exato em que o carro invade o canteiro central em alta velocidade. O veículo atingiu três pessoas que estavam sentadas no canteiro.

Ulisses Lopes, 34 anos, e Mike Casemiro, 25 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram. Thais Mendonça, 26 anos, teve escoriações na cabeça, nos braços, nas mãos e está internada.

Klein e a namorada Samara Francisco Almeida tiveram ferimentos leves. Klein fez o teste do bafômetro, mas o nível de álcool não indicou embriaguez ao volante. Até agora o motorista e a namorada deram versões diferentes sobre o acidente.

“Ela disse que eles saíram de um evento infantil no final da tarde e que no retorno para residência, no percurso de 30 minutos, ela encostou a cabeça para descansar um pouco e quando ela percebeu o veículo tinha se descontrolado e capotado. O condutor alega que o fio do som teria escapado em encostado na embreagem. Isso aí a gente vai estar confirmando com o trabalho da perícia técnica”, disse a delegada Jesleny Cavalcanti.

A passageira Samara Almeida disse aos PMs que o namorado brigou com ela e que ele dirigia em zigue-zague quando perdeu o controle do carro.