Horas após incêndio de grandes proporções, balões são soltos na região do Parque do Carmo

Fogo, que começou na noite de sábado (2), atingiu área de mata de reserva na Zona Leste. Ainda não se sabe o que provocou o incêndio, que foi controlado durante a madrugada

G1
03/11/2019 – 11:45


 

Parque do  Carmo - Leste Online
Balões são vistos sobrevoando o Parque do Carmo após incêndio de grandes proporções – Foto: Reprodução

 

SÃO PAULO — Horas depois de um incêndio de grandes proporções queimar boa parte da área de mata de reserva da região do Parque do Carmo, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, balões foram vistos sobrevoando o parque na manhã deste domingo (3). Pelo menos dois balões grandes foram flagrados pela TV Globo passando perto da copa das árvores. Ainda não se sabe o que provocou o incêndio.

Um incêndio de grandes proporções atingiu a região do Parque do Carmo, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, desde a noite deste sábado (2). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o fogo consumiu uma área de mata de reserva.

A Secretaria do Meio Ambiente afirmou neste domingo (3) que a área atingida se chama Parque Natural Fazenda do Carmo, que é uma unidade de conservação e proteção integral. A entrada só é permitida com agendamento prévio. O local é anexo ao Parque do Carmo, que é aberto ao público.

Equipes dos bombeiros contaram com a ajuda da Defesa Civil para combater as chamas, que tiveram início por volta das 20h40 e foram concentradas em quatro focos, que aumentavam e diminuíam de intensidade.

O fogo chegou a se aproximar de uma creche que fica na Avenida Aricanduva. Não há informações sobre o tamanho dos danos e se há vítimas.

O incêndio foi controlado durante a madrugada deste domingo (3). Pela manhã, os bombeiros trabalharam no rescaldo do fogo e ainda era possível ver muita fumaça no local.

Mapa do Parque do Carmo — Foto: Editoria de Arte/G1
Mapa do Parque do Carmo — Foto: Editoria de Arte/G1

Sobre o Parque do Carmo

Segundo o site da Prefeitura de São Paulo, o parque tem uma área de 1.500.000 m² e possui diversas atrações, como o Museu do Meio Ambiente, viveiro, quiosques e ciclovias. O local era a antiga fazenda do empresário Oscar Americano de Caldas Filho e virou parque em 19 de setembro de 1976.

O parque sedia a tradicional Festa das Cerejeiras para comemorar o florir da árvore-símbolo do Japão e marca da comunidade que vive na região.

Falta de manutenção

O parque vem sofrendo com a falta de manutenção. No fim do mês passado, a prefeitura suspendeu o contrato por falta de verba.

Primeiro, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente disse que foi um “problema técnico” e por isso houve essa suspensão; depois, confirmou que o problema está relacionado a liberação de orçamento.

A situação de abandono no Parque do Carmo é antiga e o descaso continua: falta de luz, brinquedos quebrados, grama sem manutenção, água de chuva empoçada, churrasqueira destruída e banheiros com as descargas quebradas.