Polícia prende homem que atirou companheira em trilho do Metrô

Metrô Sé - Leste Online
No canto esquerdo, é possível ver momento em que homem empurra mulher nos trilhos - Imagem: Reprodução/RecordTV

Homem perseguiu mulher grávida na estação Sé, no centro de São Paulo, em dezembro de 2020. Yohan Gonzalez tentou se matar

R7


SÃO PAULO — Após uma denúncia anônima, a polícia localizou e prendeu um homem de origem venezuelana suspeito de tentar matar a ex-namorada ao empurrá-la no trilho do metrô da estação Sé, no centro de São Paulo, em dezembro de 2020.

Yohan Alexander Carzadilla Gonzalez, de 30 anos, era procurado pela Justiça e estava foragido desde o ano passado. Ele foi encontrado em casa após uma denúncia anônima e, mesmo após a prisão, continua negando que cometeu o crime.



O crime ocorreu no dia 4 de dezembro de 2020, na estação de Metrô Sé da linha 3-Vermelha, sentido Palmeiras – Barra Funda, por volta das 19h25. Na época, fazia apenas 10 dias que a jovem havia decidido pôr um fim na relação.

Yohan não aceitava o fim do relacionamento com sua ex-companheira, a também venezuelana Leidy Paulina Pereira Barrios, de 17 anos. No dia do crime, Yohan, que perseguia a ex-namorada, a encontrou na estação de metrô, a agarrou e, em seguida, se jogou de costas na linha férrea na tentativa de mata-lá.

Os dois caíram no vão entre os trilhos e ficaram embaixo da composição. Após a queda, o homem ainda tentou enforcar a vítima, mas testemunhas impediram e funcionários da estação foram acionados.

Leidy, que estava grávida na época, sofreu ferimentos leves e chegou a perder a consciência por alguns instantes. Ela foi socorrida com vida ao pronto socorro da Santa Casa e, enquanto a mulher era atendida, Yohan conseguiu fugir.

Segundo o irmão da vítima, Santander, ele e a mulher chegaram no Brasil em 2016 em busca de uma vida melhor. Foi em Boa Vista, no estado de Roraima, que Leydi conheceu Yohan. Após alguns meses, o homem se mudou para São Paulo e, posteriormente, enviou dinheiro para que os irmão também viessem para a capital paulista. O trio passou a morar em São Mateus, na Zona Leste de São Paulo.

Com o passar do tempo, Santander conseguiu arranjar um emprego e se mudou para Guarulhos, na região metropolitana. A partir de então, Leydi passou a ser frequentemente agredida, chegando até ser impedida de sair de casa.

Por não aguentar mais a situação que vivia, a mulher ligou para o irmão e pediu para que ele a fosse buscar para morar com ele, rompendo a relação com Yohan. O homem, que não aceitou o fim do relacionamento, passou a perseguir Leidy, fazendo com que ela até perdesse o emprego.

Na data da tentativa de homicídio, Yohan conseguiu encontrar a mulher na estação pois acompanhava sua rotina desde o término do namoro. Na época do crime foi registrado um boletim de ocorrência como tentativa de homicídio, violência doméstica e suicídio tentado, já que ele também pretendia se matar, no 8° Distrito Policial do Brás.


Fique sempre bem informado sobre o que acontece na Zona Leste de São Paulo e região, inscreva-se em nossos canais do Telegram e do WhatsApp.

Siga o @lesteonline nas redes sociais.

pt_BRPortuguese