Piscinas do Parque Ecológico do Tietê são aterradas

Administração do parque diz que piscinas têm dano estrutural e não têm condições de reforma; local será transformado em espaço de lazer

G1
03/10/2019 – 20:07


 

Pq. Ecológico - Leste Online
Escavadeira aterra piscina do Parque Ecológico do Tietê — Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1

 

SÃO PAULO — As piscinas do Parque Ecológico do Tietê, na Zona Leste de São Paulo, foram aterradas nesta quarta-feira (2), o que causou revolta nos moradores dos bairros do entorno. As piscinas estavam desativadas há mais de quatro anos por causa de danos estruturais, de acordo com o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), que administra o parque.

Walter Delfino, 48 anos, morador da comunidade Caixa D’água do Cangaíba, disse que os moradores do entorno perdem uma opção importante de lazer na região, que já é carente, e que a administradora do parque não consultou os moradores antes de fazer a mudança.

“É um absurdo, fizeram por eles mesmos, não comunicaram as associações de bairros e os usuários, fizeram na surdina. Não pediram a opinião da população. Eu ia muito com família, a gente não tem dinheiro para pagar um clube. Nos arredores é tudo comunidade carente. O pobre não tem piscina na casa dele, as piscinas do parque são nossas, são públicas”, afirma.

De acordo com o DAEE, a estrutura das piscinas estava comprometida com rachaduras, vazamento, filtros e bombas quebrados e sem condições de recuperação, além do acúmulo de água que pode favorecer a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito causador da dengue.

Valter ficou sabendo da mudança através do cunhado que esteve no parque e viu caminhões aterrando as piscinas.

“Meu cunhado foi correr no parque ontem e viu caminhões aterrando as piscinas. Fiquei sabendo por ele que vão tirar as piscinas para colocar pista de skate. A piscina nesse verão é um reforço bom para a comunidade. Há mais de 3 anos elas estavam lá largadas e cheias de lodo. O ideal era as piscinas serem abertas porque era uma opção de lazer, a reabertura é muito importante para nós, esse lazer faz falta.”

Pq. Ecológico Tietê - Leste Online
Piscina do Parque Ecológico do Tietê é aterrada — Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1

Em nota, o DAEE diz que está preparando a área para implementação de equipamentos de convivência e lazer e que os próximos finais de semana haverá consultas aos frequentadores para escolherem entre quiosques, quadras poliesportivas e campos de futebol.

O Parque Ecológico do Tietê possui uma área de 14 milhões m², o que equivale a 5 Central Parks ou a 11 parques do Ibirapuera.

A estrutura do parque possui pista de bicicross e de atletismo, 9 km de trilhas, 10 quadras e 16 campos de futebol, quiosques com churrasqueiras e lago com pedalinho.

Pq. Ecológico do Tietê - Leste Online
Piscina aterrada no Parque Ecológico de Tietê — Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1