Área licitada tem 1,3 mil m², com mais 300 m² para praça de alimentação. O investimento mínimo para reforma e adequação dos espaços é de R$ 1,4 mi

R7
05/01/2020


Estação Brás - Leste Online

Pontos comerciais da estação Brás serão concedidos à iniciativa privada – Foto: Divulgação/CPTM

SÃO PAULO — Determinados pontos comerciais da estação Brás serão concedidos à iniciativa privada pelo período de 30 anos. A licitação foi aberta no dia 19 de dezembro. A estação, por sua vez, recebe cerca de 500 mil passageiros por dia e é uma das mais movimentadas do sistema metroferroviário.

A área licitada tem 1,3 mil m², com mais 300 m² para praça de alimentação, além de espaços para banheiro público. O investimento mínimo para reforma e adequação dos espaços é de R$ 1,4 milhão.

A remuneração mínima é de R$ 478 mil por mês ou o valor resultante da aplicação do percentual de 52% sobre o faturamento bruto, o que for maior. As propostas serão recebidas e abertas em sessão pública no dia 11 fevereiro, às 9h, na Rua Boa Vista, 175.

A estação faz integração da Linha 3-Vermelha, do Metrô, com as linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, da CPTM.

“A ampliação das receitas acessórias é uma meta dessa gestão e os recursos são reinvestidos em benefício dos passageiros. Além disso, com a concessão dos espaços comerciais, o setor privado poderá ampliar a oferta de serviços às pessoas que usam a estação Brás pela CPTM e pelo Metrô”, disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Mais em Leste Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em São Paulo