Moradores relatam insegurança em pontos de ônibus sem iluminação

Ponto de Ônibus - Leste Online
Ponto de ônibus sem iluminação na Av. Waldemar Tietz em Artur Alvim - Imagem: Fabio de Jesus/Leste Online

Assaltos e arrastões em pontos de ônibus são cenas cada vez mais comuns na periferia de São Paulo, os bandidos agem geralmente no início da manhã entre 4h e 7h e também a noite

Leste Online


SÃO PAULO — Os moradores que usam o ponto da Av. Waldemar Tietz, próximo à Escola Eng. Octávio Marcondes Ferraz, na Cohab I, em Artur Alvim, relatam insegurança no local por falta de iluminação. O medo de assaltos é constante.

O ponto fica próximo a um batalhão da Polícia Militar, mas isso “não traz sensação de segurança” relata uma moradora que não quer se identificar.

Assaltos e arrastões em pontos de ônibus são cenas cada vez mais comuns na periferia de São Paulo, os bandidos agem geralmente no início da manhã entre 4h e 7h e também a noite, e a falta de iluminação contribui para o aumento destes casos.

São diversos os relatos nas redes sociais de pessoas que foram atacadas enquanto esperam o transporte coletivo. Geralmente os ataques ocorrem em duplas com motos, as vezes os criminosos chegam utilizar caixas de entregas para despistar a polícia.

pt_BRPortuguese