Passageiros reclamam que regras antigas do vale-transporte ainda não voltaram a valer em SP

SPTrans descumpre decisão da Justiça e não ajusta cobrança do Bilhete Único Vale-Transporte. Foto: Reprodução
SPTrans descumpre decisão da Justiça e não ajusta cobrança do Bilhete Único Vale-Transporte. Foto: Reprodução

SÃO PAULO (G1) -Mesmo após mais de 20 dias da decisão liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que barrou decreto da Prefeitura, passageiros que utilizam o vale-transporte continuam tendo somente três horas para fazer até dois embarques em ônibus.

De acordo com a Prefeitura, os validadores dos ônibus da capital ainda não foram atualizados e, por isso, os usuários não podem fazer quatro embarques em duas horas, como determinado pela Justiça.

“Eu consigo pegar o primeiro ônibus e o segundo, no terceiro eu tenho que pagar. Agora, eu estou tendo que desembolsar mais ou menos R$ 50 por semana”, relata Rosemeire Aparecida Rocha.

Leia Também

Viaduto Bresser está em estado crítico, e corre risco de desabamento

SPTrans publica novas regras do Bilhete Único

Além dos custos, outra passageira reclama sobre o aumento do tempo de deslocamento. “Antes eu chegava na minha casas às 19h20, agora, eu chego às 20h”, diz Ana Lúcia.

De acordo com a Prefeitura, a Procuradoria Geral do Município já determinou que a SPTrans cumpra a decisão. A administração municipal acrescenta que está tomando as providências para o cumprimento das medidas judiciais.