Historiadora da ZL vence concurso que homenageia o Cangaiba e sua origem indígena

Adriana Lopes - Leste Online
Adriana Lopes, historiadora - Imagem: Arquivo Pessoal

O concurso é do DPH- Departamento de Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultural de São Paulo que premiou o Cangaíba e a Penha com placas que contarão parte da história dos bairros

Acontece Agora


SÃO PAULO — Adriana Lopes, historiadora dos bairros da Zona Leste de São Paulo, conquistou o 1º lugar no “Concurso Placas da Memória Paulistana” com os bairros da Penha e Cangaíba. As pesquisas tiveram início há sete anos com a “Batalha de Confete”, o resgate do carnaval de rua da Vila Esperança.

O concurso é do DPH- Departamento de Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultural de São Paulo que premiou os dois bairros com placas que contarão parte da história e serão instaladas em espaços de memória com significado para os moradores da região, diz a historiadora.



O Cangaíba será premiado com as placas, CANGAÍVA, termo localizado em documentos do século XIX que altera a história do bairro, cuja placa será instalada em um dos mais antigos comércio da região, o Magazine Silvina, e a placa, CACIQUE PIQUEROBI, líder Guaianá e defensor das terras do Cangaíba, à época da Guerra Piratininga, no século XVI, cuja placa será instalada no Parque Linear Tiquatira, nas margens do rio Tiquatira onde viviam as tribos Guaianá de Ururaí.

Já o bairro da Penha será premiado com as placas, CERVEJA DA PENHA, a primeira cerveja a ser fabricada e comercializada na cidade de São Paulo, em meados do século XIX, a ser instalada no Bar do Jão, tricampeão da Comida di Buteco, e a placa BATALHA DE CONFETE DA VILA ESPERANÇA, o primeiro carnaval de rua da zona leste que surgiu na década de 20, iniciado por imigrantes espanhóis que chegaram à região, com placa a ser instalada no tradicional Ponto de Cultura da Tia Gê, cujo Bloco Chorões da Tia Gê é o mais antigo a desfilar, completando 50 anos de desfile em 2022.

A historiadora está feliz com as pesquisas que possibilitaram a excelente pontuação que a levaram ao 1º lugar do concurso e espera diante do resultado ter apoio da população para a divulgação dessa importante conquista e de apoiadores e patrocinadores para que as pesquisas não se percam e possam ser ferramenta para inclusão cultural e referencial teórico para as futuras gerações.


Fique sempre bem informado sobre o que acontece na Zona Leste de São Paulo e região, inscreva-se em nossos canais do Telegram e do WhatsApp.

Siga o @lesteonline nas redes sociais.

pt_BRPortuguese