São Paulo pode ter greve de ônibus na próxima quarta (31)

Ato anunciado pelo sindicato é contra a redução de frota anunciada pela Prefeitura, o que pode gerar demissões

26/07/2019 – 22:05


 

Ônibus Radial Leste - Leste Online
Greve de ônibus deve acontecer na próxima quarta (31) em São Paulo — Foto: Fabio de Jesus / Leste Online

 

SÃO PAULO — O Sindmotoristas, sindicato que representa os trabalhadores de ônibus na capital, anunciou que na próxima quarta-feira (31), motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo podem paralisar as atividades, em um ato de greve contra a retirada dos cobradores dos coletivos anunciada pela Prefeitura.

Segundo a entidade, a gestão Bruno Covas (PSDB) pode tirar de circulação vários veículos do chamado subsistema estrutural, e trocar a frota por novos carros sem o assento de cobrador; o que leva a sindicato acreditar que podem haver demissões com esta medida.

O site Rede Noticiando, divulgou uma nota do Sindmotoristas esclarecendo o ato. A definição sobre a greve deve sair na segunda-feira (29).

Nota do Sindmotoristas

“A Gestão de Bruno Covas insiste nas mentiras de que não haverá demissão. Mas só na primeira etapa de implantação do projeto, com a redução da frota e do número de cobradores, o sindicato estima que mais de sete mil trabalhadores serão excluídos do sistema. Por outro lado, as empresas adiantaram que não têm dinheiro para as indenizações”, informou o sindicato em seu site.

”Segundo a Prefeitura, os trabalhadores excedentes serão remanejados para as antigas cooperativas, que não respeitam a Convenção Coletiva de Trabalho, ao praticar salários mais baixos e sem benefícios sociais. A direção do Sindmotoristas entende que é uma proposta indecente, trabalhadores das concessionárias não aceitarão emprego nessas condições”, concluiu a categoria.

Na assembleia haverá também a proposta de uma passeata pela região central rumo à Prefeitura no Viaduto do Chá.