Playcenter reabre dia 4 de janeiro no Shopping Aricanduva

A área atual tem capacidade para receber 5 000 pessoas e tem brinquedos como o Clip n’Climb, espécie de complexo com oito paredes de escalada

Roger Ely, Marcelo Gutglas e Alexandre Moraes: parceria estimada em 20 milhões de reais (Alexandre Battibugli/Veja SP)
Veja SP
São Paulo

Durante quatro décadas, um terreno de 85 000 metros quadrados na Marginal Tietê, no bairro do Limão, foi um dos principais cartões-postais de São Paulo. Inaugurado em 1973, o Playcenter proporcionou lazer a gerações de paulistanos com seu teleférico, os brinquedos Waimea, Enterprise e Sputnik, além de atrações como Noites do Terror e Monga, a mulher-macaco.

Depois de experimentar o auge entre os anos 70 e 80, o parque de diversões encarou uma crise a partir da virada do século e fechou as portas em 2012. Desde então, a empresa sobreviveu graças ao Playland, braço de negócios que administra espaços de jogos eletrônicos presentes em quatro shoppings da capital.

Um possível retorno foi cogitado várias vezes nos últimos anos. Pois a volta está prestes a se concretizar, ainda que em escala bem reduzida. Com capacidade para receber 5 000 pessoas, o Playcenter Family tem inauguração prevista para a próxima quinta (4), no anexo de uma das praças de alimentação do Shopping Aricanduva, na Vila Matilde, na Zona Leste.

__publicidade__



As semelhanças com o icônico parque terminam no nome e no logotipo. Indoor, a área atual é quinze vezes menor que a do antigo terreno na Zona Norte. A entrada é gratuita e o cliente paga por brinquedo, com preços que oscilam de 90 centavos a 20 reais. Dirigido principalmente a um público na faixa entre 3 e 14 anos, o novato tem como foco os jogos eletrônicos. Cerca de 90% das 120 atrações são compostas de videogames e outros tipos de simulador.

Mas há também dez diversões de grande porte para atrair os pais da garotada. A estrela é o Clip n’Climb, espécie de complexo com oito paredes de escalada de 10 metros de altura. É o mais caro do pedaço e custa 20 reais pelo período de vinte minutos. Outro destaque é o Disko, em que uma plataforma circular gira no próprio eixo enquanto desliza sobre trilhos e executa movimento pendular, por 6,90 reais.

Algumas atrações devem agradar aos saudosistas, ainda que em versão menos radical. A Sky Tower, uma torre de queda livre de 14 metros de altura, custa 6,90 reais. A original do Playcenter, a Turbo Drop, despencava de 57 metros. Também é possível rever por lá o carrossel, o carrinho de bate-bate e o Pirata, versão infantil da Barca Viking, cada um por aproximadamente 6 reais.

O brinquedo para escalada Clip n’Climb: o mais caro do espaço, custa 20 reais (Alexandre Battibugli/Veja SP)

O antigo parque é relembrado em painéis pendurados pelas paredes que trazem imagens históricas como a da visita do cantor americano Michael Jackson, em 1993. O ambiente nostálgico pode servir de cenário para festas. O mezanino abriga quatro salões, cuja reserva custa a partir de 1 400 reais. Nesse caso, até vinte convidados ganham uma espécie de “passe livre” para brincar por lá durante um período de quatro horas. Outro extra do local é um teatro para 120 pessoas, que apresentará peças infantis educativas, com ingresso a 20 reais.

Mesmo antes da inauguração, o grupo Playcenter anuncia um plano de expansão desse modelo de negócio. A ideia é levar o formato a shoppings de vários bairros da capital, com um investimento aproximado de 20 milhões de reais em cada um. “Nossa intenção é abrir um por ano daqui para a frente”, afirma o empresário Marcelo Gutglas, CEO e fundador do Playcenter, que toca o projeto do Aricanduva ao lado dos diretores Roger Ely e Alexandre Moraes.

Trata-se de um setor em expansão. “Por causa de facilidades como segurança, ambiente climatizado, estacionamento e proximidade com outros serviços, esperamos o surgimento de mais atrações do tipo na cidade”, diz o presidente da Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil, Álvaro Mendes Pereira. Não está descartada, no entanto, a possibilidade de o Playcenter retornar em seus moldes originais. Executivos do grupo estão em busca de terrenos de 60 000 metros quadrados no município para erguer um novo parque depois de 2020.

Playcenter Family. Shopping Leste Aricanduva. Avenida Aricanduva, 5555, ☎ 2721-6244. Segunda a domingo, 10h/22h. Grátis. Brinquedos: até 20 reais. www.playcenterfamily.com.