Por meio da Corregedoria Geral, instituição instaurou sindicância para apurar fuga de adolescentes. Jovens localizados passarão por avaliação

Fachada da Fundação Casa de Ferraz de Vasconcelos, de onde fugiram 34 jovens
Google Street View / 05/08/2018

Trinta e quatro adolescentes fugiram da Fundação Casa, unidade de Ferraz de Vasconcelos I, localizada na zona leste de São Paulo, por volta das 17h deste domingo (5). 

De acordo com a instituição, a Polícia Militar foi acionada e faz buscas na região. Até o momento, 20 jovens haviam sido localizados. A Fundação Casa afirmou que, por meio da Corregedoria Geral, instaurou sindicância para apurar a fuga dos adolescentes.

Segundo a assessoria de imprensa da Fundação Casa, os jovens localizados passarão por uma CAD (Comissão de Avaliação Disciplinar), que deverá avaliar as possíveis sanções. O Poder Judiciário e os familiares dos adolescentes serão informados sobre a fuga.

Desde às 16h54, equipes da Polícia Militar e um helicóptero auxiliam na localização dos jovens que fugiram. A unidade tem capacidade para atender 56 adolescentes e, no momento, estava com todas as vagas ocupadas.

Contrato de segurança

O contrato com a empresa responsável pela segurança patrimonial da unidade venceu no dia 2 de agosto. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, os serviços devem ser reestabelecidos no próximo dia 8. 

A Fundação Casa informou, por meio de nota, que a questão contratual com a empresa de segurança patrimonial foi direcionada ao setor competente na instituição e, “na ausência dos vigilantes da empresa, os próprios servidores da Fundação Casa, em regime de horas extras, estão assumindo os postos de vigilância externa.”

“Vale ressaltar que todos os procedimentos de segurança que garantem o cumprimento da medida socioeducativa são respeitados. A rotina do centro também não foi alterada e todas as atividades estão sendo desenvolvidas normalmente, sem prejuízo a execução da medida socioeducativa aplicada aos adolescentes.”

R7 entrou em contato com a empresa responsável, mas foi informado de que só poderiam atender a reportagem em horário comercial, de segunda a sexta-feira. 

Fonte: R7 / Agência Record