Ato teve início às 17h em frente ao Theatro Municipal, e após encerramento houve confronto com a Polícia na Rua Consolação

Atualizado às: 23:46


 

Grupo protesta contra o aumento das tarifas do transporte em São Paulo - Foto: Filipe Bradin / Leste Online
Grupo protesta contra o aumento das tarifas do transporte em São Paulo – Foto: Filipe Bradin / Leste Online

 

SÃO PAULO – O protesto contra o aumento das tarifas do transporte público em São Paulo, promovido pelo MPL (Movimento Passe Livre), reuniu ao menos 20 mil pessoas no centro da capital, segundo os organizadores do ato.

A concentração foi em frente ao Theatro Municipal e a dispersão na Rua da Consolação. Após o fim do protesto, houve princípio de confusão.

Convocado pelas redes sociais, o Movimento defende que a elevação está acima da inflação e é injusta com o trabalhador.

“Um aumento de 7,5%, o dobro da inflação (3,59%)! A integração entre o ônibus e os trens também aumenta nessa porcentagem, passando a valer R$ 7,48 a partir de 13 de janeiro! Já no vale transporte a situação é ainda pior: 14,25% de aumento, chegando a R$ 4,57! Nenhum aumento de tarifa é justo! E com o reajuste do salário mínimo (abaixo da inflação) e a reforma trabalhista a tarifa vai pesar ainda mais no bolso do trabalhador”, diz o texto do ato no Facebook.

O Alex Pauloacompanhou todo o trajeto do protesto, que foi pacífico Uma pessoa foi detida logo no início do ato, mas a reportagem não tem informações se foi liberada.

Tarifa

O preço da passagem de ônibus municipal em São Paulo passou a valer R$ 4,30 nesta segunda-feira (7). As tarifas do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) passarão a custar também R$ 4,30 no domingo (13).

Veja as imagens das manifestações na tarde desta quinta-feira (10) em São Paulo:

Este slideshow necessita de JavaScript.