Prometido para a Copa do Mundo de 2014, corredor de ônibus possui pontos de parada “fantasmas”, entulhos e desvios por ruas paralelas na Zona Leste

32xSP
11/02/2020


Corredor Leste Itaquera - Leste Online

Placa na avenida Líder informa o início e a data prevista de entrega do corredor de ônibus (Eduardo Silva/32xSP)

SÃO PAULO — Prometida para a Copa do Mundo de 2014, ainda na gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT), a construção do Corredor Leste Itaquera segue, anos depois, ainda inacabada e temporariamente paralisada na Zona Leste da capital.

Ao lado da praça Francisco Daniel Lopes, na Cidade Líder, uma placa informa o início da obra: 15 de agosto de 2013, com prazo de execução de 36 meses —o que não ocorreu. O projeto tem a proposta de interligar as avenidas Itaquera, Líder e Aricanduva ao terminal de ônibus da Vila Carrão, e estaria funcionando a partir de 2014.

“Essa obra prejudicou a vida do comerciante e do usuário. Um corredor aqui é desnecessário. Passam poucas linhas de ônibus nessa avenida”, reclama o lojista Francisco Assis, 63.

Em frente ao comércio onde Assis trabalha, na avenida Líder, há um ponto de parada “fantasma” no canteiro central. O trecho possui assentos com cobertura, marcação no solo e até uma tabela fixada com um itinerário de ônibus, mas não é utilizado pelos passageiros, nem pelos ônibus municipais.

“O certo era derrubar isso e plantar as árvores outra vez. Tiraram todas as árvores daqui. Agora olha o calor que tá”, reclama Assis.

Quem também se queixa é a lojista Joadete Lopes, 56, que trabalha há 20 anos no local. Ela viu o início da obra em 2013, seu abandono algum tempo depois, e diz que, desde então, o movimento de clientes caiu muito.

“Antes, o semáforo ficava aqui em frente, então as pessoas que passavam ou atravessavam a rua, entravam na loja. Aí colocaram tanto ele quanto a faixa de pedestres mais para trás e agora quase ninguém vê que aqui tem uma loja”, conta.

Ao todo, o corredor terá 14 km de extensão, em dois trechos. Até o momento, houve a construção de 3,3 km para o trecho 1 (de um total previsto de 6,1 km de extensão) e de 4,6 km para o trecho 2 (de 8,0 km totais).

Corredor Leste Itaquera 2 - Leste Online

Parada de ônibus não é utilizada pelos ônibus municipais que circulam pela via (Eduardo Silva/32xSP)

Desvios

O motorista que precisa cruzar a avenida Líder para chegar à avenida Itaquera é obrigado a fazer um desvio por ruas paralelas para escapar dos entulhos e trechos incompletos da obra.

“A via está danificada desse jeito e a gente tem que dar a volta. Às vezes está trânsito (no horário de pico, principalmente), aí atrapalha bastante”, comenta o morador Erick, 33.

Contrato Rescindido

O Corredor Leste Itaquera é um projeto de responsabilidade da SPObras, vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Obras da Prefeitura de São Paulo.

Corredor Leste Itaquera 3 - Leste Online

Desvio afeta quem passa de carro ou ônibus pela avenida Líder, na zona leste (Eduardo Silva/32xSP)

Por meio de sua assessoria, a SPObras respondeu que o contrato com o Consórcio SP Corredores (formado pelas empresas Carioca Christiani-Nielsen Engenharia S/A e Heleno & Fonseca Construtécnica S/A), responsável pela execução das obras, foi rescindido em virtude de diversos descumprimentos contratuais praticados pela empresa.

Informou, ainda, que um novo projeto já foi finalizado e está em fase de elaboração da licitação das obras remanescentes. O prazo de entrega do corredor, prometido anteriormente, era para 13 de dezembro de 2020. Mas, devido ao processo de rescisão citado acima, o órgão informa que “não há data de conclusão até o momento”.

* Com colaboração de Larissa Darc.

Mais em Leste Online

1 Comentário

  1. Atraso em obra do Corredor Leste Itaquera prejudica comerciantes e motoristas. O local está terra de ninguém, virou local de descarte inregular de entulho, sem iluminação , sem sinalização , cheio de buracos e tem pessoas morando em barraco improvisado e a noite eles ficam perambulando no escuro sobre efeito de drogas. Está cada dia pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Transportes